Simpósio Diálogo Brasil-EUA em História Ambiental: definindo agendas e estratégias de pesquisa em comum

PROGRAMAÇÃO DO EVENTO

Um campo emergente de conhecimento científico, a História Ambiental vem se revelando um instrumento essencial tanto para o avanço da análise histórica quanto para uma melhor compreensão e enfrentamento dos problemas ambientais, seja ao nível global, nacional ou local.

Os Estados Unidos são uma referência internacional na formação dessa nova área de investigação. O primeiro curso universitário com o titulo de História Ambiental surgiu na Universidade da Califórnia em Santa Barbara, em 1972. Igualmente, a primeira associação acadêmica da área, a Sociedade Americana de História Ambiental (ASEH), foi criada naquele país em 1977.

A pesquisa em História Ambiental no Brasil e na America Latina é mais recente, apesar de estar crescendo de maneira considerável em termos de presença acadêmica, publicações e visibilidade nos meios de comunicação.

Hoje em dia, quase todas as melhores universidades brasileiras abrigam pesquisadores de História Ambiental, que cada vez mais participam do debate científico internacional. No andamento desses debates, surgiu a idéia de realizar um encontro de diálogo Brasil-Estados Unidos em História Ambiental.

 
 

 

Na qualidade de dois grandes países das Américas, com semelhanças e desigualdades notáveis no seu processo de formação, as duas nações vêm aumentando seu relacionamento econômico, científico e diplomático.

Com o desenvolvimento marcante do Brasil nas últimas décadas, ocupando um lugar de maior presença na cena internacional, essa interação tende a crescer cada vez mais. Existem, além disso, consideráveis problemas ambientais a serem enfrentados por ambos os países, sendo muitos deles de natureza bastante semelhante. A cooperação científica e tecnológica é essencial para o melhor equacionamento desses problemas.

Nosso objetivo foi convidar especialistas em história norte-americana, com os quais o público brasileiro tem menor oportunidade de interagir, ao invés de brasilianistas, que já possuem canais de interlocução consolidados no Brasil. Nestes debates, queremos discutir, comparativamente, a história e a atualidade dos temas e problemas histórico-ambientais nos dois países, elaborando uma agenda de pesquisas que possa fomentar a cooperação científica entre universidades brasileiras e norte-americanas nos próximos anos.

 
UFRJ - Instituto de História - Largo de São Francisco de Paula, n. 1 - Centro - Rio de Janeiro
Contato: Lise Sedrez - Website Design by Roberto Delpiano